Receitas de tricô, como usa-las?

Este post foi feito pensando em quem não tem muita experiência em seguir receitas de tricô. A gente ouve por aqui, com alguma frequência, “eu li, e não entendi nada”

Então vamos a algumas dicas:


a) Se você está usando o fio indicado na receita, ou não, a 1ª coisa a se fazer é regular a agulha. E para isto devemos tecer uma amostra (se você ainda não sabe como, leia o post anterior). Lembre-se, a agulha indicada na receita é sempre apenas uma referência.

b) Ok, já fiz a amostra e então posso começar, ok? Sim! Ainda não! Se sua receita tem diversos tamanhos, circule o tamanho que você vai seguir para não se confundir no meio do caminho. Eu garanto que este tempo irá te ajudar muito!

c) Siga as instruções, paragrafo à paragrafo. Nada de ler a receita toda como se fosse um livro de romance onde se quer saber se teremos um final feliz! Segure a ansiedade e leia a 1ª instrução e execute. Se diz para montar tantos pontos, pare e então monte os pontos antes de seguir. Tudo fará mais sentido com o tricô na mão. O tricô teórico é muito mais difícil.

d) Respeite a ordem da execução. Ou seja, se na receita diz para se fazer 1º as costas, e depois as frentes. Confie! E faça na ordem da receita. Provavelmente você tem informações nas costas que serão necessárias para a execução das frentes, então se você inverter, provavelmente irá “perder” esta informação, e tudo pode começar a ficar confuso.

e) Faça anotações em sua receita. Melhor anotar do que tentar memorizar. Use lápis, assim você corrigir qualquer eventualidade.

f) Tenha certeza de que se alguma técnica não usual for necessária durante o processo, o autor(a) irá te dar o caminho para você conseguir acessar este conhecimento, no momento certo. Se você não quer arriscar o seu tricô, você pode treinar em um outro fio e agulhas, mas só na hora que você chegar lá, certo?

Espero ter sido útil e bom tricô!


Posts Em Destaque
Posts Recentes