A Ruby é uma pessoa cheia de vida!


A Ruby é uma pessoa cheia de vida! É só ela chegar na loja que o astral muda, e muda pra melhor! Não que ela não tenha problemas (pois a gente sabe que todo mundo tem, pelo menos as pessoas normais) mas ela é aquele tipo de pessoa, que mesmo com dores da "endometriose" ela torna a aula agradável para todos, ainda que em grande parte do tempo, o assunto tenha sido o amor e orgulho da sua vida, seu filho!

Seu primeiro trabalho foi um cachecol, que foi presente para seu pai. Depois arriscou no cachecol de tranças, e como não podia deixar de ser, "estilizou" o ponto e criou um "look" totalmente inédito do cachecol, completamente compreensível e divertido, "cara da Ruby"! Ficou lindo! Como este trabalho ela tirou de letra, se aventurou no mundo das meias (mas não temos fotos pois uma amiga foi presenteada antes da seção de fotos). Então decidiu partir para um mundo completamente desconhecido, o do colete! Foi uma aventura e tanto e o resultado foi sensacional, vocês não acham?


Neste momento estamos explorando uma galáxia, que às vezes a Ruby se questiona se deve ou não continuar. Tivemos alguns percalços no início, que não conseguimos prever! Este é um trabalho que se inicia com mais de 700 pontos em uma agulha circular! Na primeira tentativa, ela montou os pontos e como havíamos alertado, após a primeira volta, o trabalho "torceu", e aí já viu, a única solução foi soltar tudo. Na segunda vez, o trabalho não torceu, mas ela se confundiu com as laçadas e hora tinhamos número par de pontos, hora tínhamos número ímpar de pontos, então já viu o que aconteceu... Como uma nuvem de desespero estava pairando sobre a Ruby, tomei uma decisão: o trabalho iria ficar aqui no Empório por alguns dias para sofrer uma intervenção, vocês precisavam ver a cara da Ruby quando "comuniquei" a ela! Ela saiu da aula desolada, mas com uma ponta de alívio!

E para ajudar todo este processo o gráfico do livro "Knitting Nature" apresentou algumas incorreções, que só foi possível solucionar pesquisando no Ravelry, onde graças a uma das tricoteiras, achamos a errata da receita. Mas também serviu para animar a Ruby, que depois de tanto trabalhar 2 voltas e desfazer 3, andava meio desanimada. A Ruby conseguiu ver outras pessoas que já fizeram este trabalho, e os mais diversos resultados! Neste último sábado, tivemos mais um capítulo desta novela: seu filho (estudante de engenharia) identificou um erro em seu tricô enquanto os dois trabalhavam lado a lado, um tricotando e o outro estudando para seus exames finais! Daí ela entrou em pânico, tentou persuadi-lo a "olhar para o outro lado" (tipo ninguém vai ver) mas o argumento de seu filho foi maior e mais eficaz: ele disse: "Mãe, você não está lá para aprender e para ser feliz? Então, volte e conserte!"(apesar de estar entre aspas, as palavras dele não foram exatamente estas) Mas a moral foi ! Como resultado desta conversa, passamos a última aula do ano acertando seu trabalho, mas com algumas lições: não passe por cima de erros identificados, pois iremos sempre nos arrepender, e nunca desista de desafios que parecem impossíveis!

Posts Em Destaque
Posts Recentes